Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
3

PS acusa Rui Moreira de "baixar o nível" da campanha autárquica

Atual autarca do Porto criticou a presença de ministros na campanha eleitoral socialista.
Lusa 17 de Setembro de 2021 às 23:21
Rui Moreira
Rui Moreira FOTO: CMTV
O candidato do PS à câmara do Porto acusou hoje Rui Moreira de "baixar o nível" da campanha, considerando que as acusações do atual autarca e recandidato ao cargo revelam o "desnorte" que "começa a sentir".

Em declarações à margem de um comício no Largo da Estação em Campanhã, que contou com a presença do ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, "como militante do PS", Tiago Barbosa Ribeiro virou o bico ao prego e considerou que "certos tiques do antigamente é fazer campanha eleitoral com o erário público".

De manhã o candidato independente à Câmara do Porto criticou a presença de ministros na campanha eleitoral socialista, afirmando que, apesar de lhe dar "vontade de rir", é "uma tristeza" e tem "aquele ar salazarento de chapelada".

"A mim dá-me vontade de rir, por um lado, e tenho alguma tristeza pelo país ainda ser assim. Isto tem o ar todo de chapelada, aquele ar salazarento de chapelada em que vêm cá prometer coisas", afirmou Rui Moreira.

Para Barbosa Rodrigues, as críticas de Moreira "são absolutamente infundadas".

"Eu ouvi as declarações em que fala de tiques salazaristas, o que eu acho que revela bem o desnorte que se começa a sentir para os lados da candidatura de Rui Moreira", afirmou o socialista.

"Certos tiques do antigamente" é, para o candidato socialista, "fazer campanha eleitoral com o orçamento da câmara, mandando cartas para os munícipes com o erário público".

"Acho mesmo que o principal representante dessas forças do antigamente é mesmo um candidato à CMP que hoje em dia continua como autarca de Rui Moreira no centro histórico do Porto", apontou.

O candidato do PS foi mais longe e acusou o atual autarca do Porto de estar a desviar o tom da campanha: "Sobre tiques salazaristas ou tiques antidemocráticos, acho que a expressão é muito baixar o nível e não merece mais comentários", afirmou.

Tiago Barbosa Ribeiro afirmou ainda que as acusações desta manhã de Rui Moreira "revelam bem o desnorte que se começa a sentir para os lados da sua candidatura".

Minutos antes, a discursar para cerca de 70 pessoas, o candidato socialista já tinha deixado um recado a Rui Moreira sobre as declarações deste: "Não é Rui Moreira quem decide quem é que participa ou não nas candidaturas eleitorais na cidade do Porto e muito menos na candidatura do PS", salientou.

O socialista, que Pedro Nuno Santos descreveu no seu discurso como "corajoso, qualificado, próximo e genuíno", criticou Rui Moreira, acusando-o de "não estar a fazer bem o trabalho de casa" no que diz respeito ao aproveitamento dos fundos do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

"Até agora não percebemos quais são as prioridades de Rui Moreira neste domínio. É muito importante que as autarquias se preparem para isso", afirmou.

São candidatos à presidência da Câmara do Porto, nas eleições de 26 de setembro, Rui Moreira (movimento independente "Rui Moreira: Aqui há Porto" - apoiado por IL, CDS, Nós, Cidadãos!, MAIS), Tiago Barbosa Ribeiro (PS), Vladimiro Feliz (PSD), Ilda Figueiredo (CDU), Sérgio Aires (BE), Bebiana Cunha (PAN), António Fonseca (Chega), Diogo Araújo Dantas (PPM), André Eira (Volt Portugal), Bruno Rebelo (Ergue-te) e Diamantino Raposinho (Livre).

 

Ver comentários