Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
3

PS perdeu seis câmaras para movimentos independentes e PSD quatro

Socialistas sofreram maior número de perdas.
Lusa 27 de Setembro de 2021 às 15:44
António Costa e Fernando Medina
António Costa e Fernando Medina FOTO: Mariline Alves
Os partidos perderam um total de dez câmaras municipais para movimentos independentes, com o PS a assumir o maior número de perdas, seis, ao passo que o PSD perdeu quatro, segundo o portal EyeData, disponível em www.lusa.pt.

De acordo com o portal que agrega os resultados das eleições de autárquicas de domingo, face a 2017, os partidos ou coligações perderam dez câmaras para movimentos independentes: Batalha, Caldas da Rainha, Marinha Grande (distrito de Leiria), Manteigas, Guarda (distrito homónimo), Ílhavo, Mealhada (distrito de Aveiro), Golegã (Santarém), Figueira da Foz (Coimbra) e Elvas (Portalegre).

Destes dez municípios, quatro foram perdidos pelo PSD (Batalha, Guarda, Ílhavo e Caldas da Rainha) e seis pelo PS (Marinha Grande, Golegã, Figueira da Foz, Manteigas, Elvas e Mealhada).

Em sentido inverso, os partidos ou coligações partidárias ganharam oito autarquias aos movimentos independentes, com igual distribuição entre PSD e PS.

O PSD, coligado com o CDS-PP, ganhou as câmaras de Redondo e Portalegre (no distrito de Évora) e São Vicente (Madeira) a movimentos independentes.

Os social-democratas venceram ainda a autarquia de Águeda (Aveiro), mas aqui coligados com o MPT.

Já o PS ganhou a movimentos independentes, face a 2017, as câmaras de Estremoz (Évora), Vila do Conde (Porto), Vila Nova de Cerveira (Viana do Castelo) e Vizela (Braga).

Veja aqui todos os resultados nacionais das Autárquicas e conheça os presidentes de câmara eleitos.

Ver comentários