Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
8

EUA acreditam que o Governo ucraniano ordenou atentado que matou Darya Dugina

Autoridades norte-americanas estão convictas de que Alexander Dugin seria o alvo principal do ataque.
Correio da Manhã 5 de Outubro de 2022 às 21:12
Darya Dugina e o pai, Alexander Dugin
Darya Dugina e o pai, Alexander Dugin FOTO: Direitos Reservados/Twitter
Os serviços de informação dos Estados Unidos da América acreditam que o Governo ucraniano terá dado luz verde para o atentado que matou a filha do "ideólogo de Putin", ainda que o alvo fosse o próprio filósofo russo Alexander Dugin.

As autoridades norte-americanas estão convictas de que o filósofo seria o alvo principal do ataque por ser, de acordo com o The New York Times, um elemento chave de uma campanha secreta que acreditam estar a impulsionar o conflito no leste da Europa.

As autoridades norte-americanas não confirmam, contudo, a participação ou conhecimento do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, no atentado. 

O The New York Times revelou ainda que as autoridades norte-americanas dizem não ter tido conhecimento prévio da missão e que lamentam a falta de transparência em algumas manobras militares da Ucrânia, mais ainda quando decorrem em Território russo.


Darya Dugina, foi morta num alegado ataque levado a cabo por um carro-bomba, perto da cidade de Moscovo.
Ver comentários