Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
6

Mais de 680 detidos em protestos na Rússia contra mobilização decretada por Putin

Maior número de detenções teve lugar em Moscovo.
Lusa 24 de Setembro de 2022 às 18:16
Protestos na Rússia
Protestos na Rússia
Protestos na Rússia
Protestos na Rússia
Protestos na Rússia
Protestos na Rússia
Protestos na Rússia
Protestos na Rússia
Protestos na Rússia
Mais de 680 pessoas foram detidas este sábado em novos protestos contra a mobilização parcial decretada na quarta-feira pelo Presidente russo, Vladimir Putin, para reforçar as tropas na Ucrânia, segundo organizações independentes.

"Às 18:51 em Moscovo (16:51 em Lisboa) já tinham sido detidas 689 pessoas em 30 cidades", assinalou a organização OVD-Info, que faz o seguimento de detenções na Rússia.

O maior número de detenções teve lugar em Moscovo, onde as forças policiais tinham detido a essa hora 345 pessoas.

Ucrânia Rússia Vladimir Putin Presidente Moscovo política
Ver comentários