Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais

"Não estou preparado para matar": Rapper russo de 27 anos morre para evitar ser chamado para a guerra na Ucrânia

Corpo foi encontrado depois do músico ter gravado um vídeo que publicou na sua página de Telegram.
Correio da Manhã 1 de Outubro de 2022 às 18:23
Petunin
Petunin FOTO: DR
Um rapper russo cometeu suicídio para evitar ser chamado para lutar na guerra da Ucrânia, depois da mobilização parcial do presidente, Vladimir Putin. Nos últimos dias, milhares de russos fugiram do país, através da fronteira, para países vizinhos, incluindo a Geórgia.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, o rapper de 27 anos, Ivan Vitalievich Petunin, que usava o nome artístico Walkie, cometeu suicídio esta sexta-feira, na cidade de Krasnodar, no sul da Rússia.

O corpo foi encontrado perto de um prédio, depois do músico ter gravado um vídeo que publicou na sua página de Telegram e onde dizia que não queria matar, "por quaisquer ideais".

Petunin, que já tinha servido anteriormente no exército russo e tinha sido tratado num hospital psiquiátrico, disse aos seus fãs: "Se estão a ver este vídeo, então eu já não estou vivo. Não iria conseguir suportar o pecado do homicídio na minha alma e não quero fazê-lo. Não estou preparado para matar".

O Daily Mail refere ainda que o rapper temia que a mobilização parcial de Putin pudesse em breve transformar-se num projeto militar e alegou que Moscovo se preparar para recrutar mais um milhão de homens para a invasão à Ucrânia.
Ver comentários