Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
3

Primeiro Ministro do Japão condena anexação pela Rússia de quatro regiões ucranianas

Japão está comprometido em trabalhar com outras nações do G7 e com comunidade internacional para apoiar Ucrânia.
Lusa 1 de Outubro de 2022 às 07:12
Fumio Kishida
Fumio Kishida FOTO: EPA
O primeiro-ministro japonês Fumio Kishida condenou "veementemente" como ilegal e uma violação da soberania da Ucrânia a anexação pela Rússia de quatro regiões ucraniana, anunciada pelo Presidente russo Vladimir Putin esta sexta-feira.

"O processo que a Rússia chamou de referendo e a sua anexação de partes da Ucrânia nunca deverá ser aceite", disse Kishida, num telefonema com o Presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, esta sexta-feira.

Kishida disse que também garantiu a Zelensky, numa conversa de 30 minutos, que o Japão está comprometido em trabalhar com outras nações do G7 e com a comunidade internacional em geral para apoiar ainda mais a Ucrânia.

Japão Volodymyr Zelensky Ucrânia Rússia
Ver comentários