Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
1

Rússia vai ter mais NATO na fronteira devido a "grande erro estratégico" de Putin, diz secretário-geral

Em dezembro de 2021, Putin apresentou um ultimato a exigir a retirada da aliança da Europa de Leste e o fim do alargamento.
Lusa 24 de Maio de 2022 às 12:24
Jens Stoltenberg, Secretário-Geral da NATO
Jens Stoltenberg, Secretário-Geral da NATO FOTO: Reuters
O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, considerou esta terça-feira que o Presidente russo "cometeu um grande erro estratégico" ao invadir a Ucrânia para impedir o alargamento da aliança, que terá mais membros junto às fronteiras da Rússia.

Numa intervenção no segundo dia do Fórum Económico Mundial, na estância suíça de Davos, Stoltenberg recordou que, em dezembro do ano passado, Vladimir Putin "apresentou um ultimato" à NATO para exigir a retirada da aliança da Europa de Leste e o fim do alargamento.

"Ele queria menos NATO nas suas fronteiras e agora está a receber mais NATO nas suas fronteiras e mais membros. A Finlândia e a Suécia anunciaram que estão a candidatar-se à adesão e isto é histórico", disse Stoltenberg, citado pela agência espanhola EFE.

Ucrânia Rússia NATO Vladimir Putin Presidente Jens Stoltenberg secretário-geral política
Ver comentários
}