Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
9

Venezuela acusa Ocidente de provocar Rússia e apoia criação de comissão para dialogar

Esta posição foi apresentada, no sábado, pelo ministro de Relações Exteriores venezuelano, Carlos Faría.
Lusa 25 de Setembro de 2022 às 07:25
Guerra na Ucrânia
Guerra na Ucrânia
A Venezuela condenou, em Nova Iorque, as "provocações militares" e as "sanções económicas" internacionais contra Moscovo, na sequência da invasão da Ucrânia, e apoiou a proposta do México de criar uma comissão facilitadora do diálogo.

Esta posição foi apresentada, no sábado, pelo ministro de Relações Exteriores venezuelano, Carlos Faría, que leu uma "carta aberta à humanidade" do Presidente, Nicolás Maduro, durante a 77.ª sessão da Assembleia-Geral da ONU.

"Condenamos todas as provocações militares e sanções económicas, de ingerência, contra a Rússia, assim como a campanha de ódio desencadeada em detrimento do povo eslavo, por considerar que estas ações, longe de contribuírem para a paz, atiçam o fogo da guerra", disse.

Venezuela Ocidente México
Ver comentários