Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
2

Um País pintado a rosa

PS varre de Norte a Sul. A Madeira é o último reduto dos sociais-democratas.
Paulo Fonte(paulofonte@cmjornal.pt) 31 de Janeiro de 2022 às 08:39
O PS, de António Costa, foi vencedor incontestável das Legislativas
O PS, de António Costa, foi vencedor incontestável das Legislativas
O cor-de-rosa decora o mapa político, resultado de uma arrasadora vitória do Partido Socialista que lhe valeu a maioria absoluta. Apenas um dos 20 círculos políticos do continente e ilhas, a Madeira, não foi conquistado pelo PS.

Em 2019, o laranja era visível no Centro e Norte do País; quatro anos depois, essa cor desapareceu. No distrito de Viseu, o eterno ‘cavaquistão’, o PS venceu com 41,55 %, contra os 36,81 % do PSD. Já quanto a deputados, registou-se um empate a quatro.

A CDU desapareceu de um mapa concentrado em dois polos. Conseguiu, tal como em 2019, manter um deputado eleito pelo círculo de Beja mas, no Alentejo, a vitória socialista foi esmagadora nesse distrito, em Évora e Portalegre. O mesmo aconteceu no Algarve, com o PS a eleger cinco deputados e o PSD apenas três.

Já quanto às ilhas, o PSD venceu na Madeira, com 39,83 % dos votos, embora com o mesmo número de deputados do PS, três. Nos Açores, a vitória sorriu aos socialistas, com três deputados.

PSD Madeira País Partido Socialista PS política eleições partidos e movimentos eleições nacionais
Ver comentários
}