Barra Cofina

Correio da Manhã

Multimédia
4
Tal como no caso do Pinho Novo, o cão entra à frente dos elementos, para localizar a ameaça
A agilidade e a força do malinois estão na base da eficácia da intervenção deste subtipo do pastor-belga
'Rambo' só termina o exercício quando a ameaça está neutralizada
Na operação do barricado no Pinhal Novo foram utilizados dois pastores-belgas: 'Barros' foi abatido e 'Vulcão' foi ferido
GNR, pastor-belga, Pinhal Novo, malinois, treino, Rambo, Vulcão, Barros, major Costa Pinto, GNR, GIC, Grupo de Intervenção Cinotécnico, cães, crime
'Rambo' treina a intervenção numa casa onde está um barricado. Numa situação real esta equipa nunca atuaria isolada
'Rambo' em ação no exercício do autocarro
A GNR divulga pouco este tipo de cão, uma vez que é um elemento específico para ser usado em situações limite
GNR, pastor-belga, Pinhal Novo, malinois, treino, Rambo, Vulcão, Barros, major Costa Pinto, GNR, GIC, Grupo de Intervenção Cinotécnico, cães, crime
'Rambo' prestes a entrar em ação numa simulação de perseguição a um suspeito em fuga, já desarmado
Major Costa Pinto, o homem que comanda o Grupo de Intervenção Cinotécnico
A CMTV acompanhou o treino de 'Rambo', neste caso, numa situação - descontextualizada - de uma operação num autocarro
Os pastores-belgas do subtipo malinois são cães de intervenção tática
GNR, pastor-belga, Pinhal Novo, malinois, treino, Rambo, Vulcão, Barros, major Costa Pinto, GNR, GIC, Grupo de Intervenção Cinotécnico, cães, crime
Apesar de açaimado, o cão consegue cumprir a tarefa de imobilizar o indivíduo
O pastor-belga localiza a ameaça com grande rapidez
O jornalista da CMTV Miguel Martins fez de figurante na simulação de uma fuga a um pastor-belga
O açaime impede o cão de ferir o suspeito, mas não de o imobilizar
No caso de o indivíduo estar armado, o cão tem uma intervenção sem açaime
O malinois tem uma fisionomia que lhe permite uma enorme agilidade e força
A insígnia do Grupo de Intervenção Cinotécnico
Como seria de esperar, o jornalista foi facilmente derrubado e rapidamente imobilizado
Apesar de exímio no exercício das suas tarefas, o pastor-belga tem um temperamento muito equilibrado quando não está a trabalhar
Os pastores-belgas do subtipo malinois são utilizados pela GNR em situações extremas
'Rambo' é um pastor-belga do subtipo malinois, tal como o que foi abatido no Pinhal Novo
Neste tipo de situação, o cão é utilizado com açaime, uma vez que o suspeito já está desarmado
Esta raça tem sangue de pastor-alemão
Também aqui 'Rambo' é bem sucedido na missão simulada
Tal como no caso do Pinho Novo, o cão entra à frente dos elementos, para localizar a ameaça
A agilidade e a força do malinois estão na base da eficácia da intervenção deste subtipo do pastor-belga
'Rambo' só termina o exercício quando a ameaça está neutralizada
Na operação do barricado no Pinhal Novo foram utilizados dois pastores-belgas: 'Barros' foi abatido e 'Vulcão' foi ferido
GNR, pastor-belga, Pinhal Novo, malinois, treino, Rambo, Vulcão, Barros, major Costa Pinto, GNR, GIC, Grupo de Intervenção Cinotécnico, cães, crime
'Rambo' treina a intervenção numa casa onde está um barricado. Numa situação real esta equipa nunca atuaria isolada
'Rambo' em ação no exercício do autocarro
A GNR divulga pouco este tipo de cão, uma vez que é um elemento específico para ser usado em situações limite
GNR, pastor-belga, Pinhal Novo, malinois, treino, Rambo, Vulcão, Barros, major Costa Pinto, GNR, GIC, Grupo de Intervenção Cinotécnico, cães, crime
'Rambo' prestes a entrar em ação numa simulação de perseguição a um suspeito em fuga, já desarmado
Major Costa Pinto, o homem que comanda o Grupo de Intervenção Cinotécnico
A CMTV acompanhou o treino de 'Rambo', neste caso, numa situação - descontextualizada - de uma operação num autocarro
Os pastores-belgas do subtipo malinois são cães de intervenção tática
GNR, pastor-belga, Pinhal Novo, malinois, treino, Rambo, Vulcão, Barros, major Costa Pinto, GNR, GIC, Grupo de Intervenção Cinotécnico, cães, crime
Apesar de açaimado, o cão consegue cumprir a tarefa de imobilizar o indivíduo
O pastor-belga localiza a ameaça com grande rapidez
O jornalista da CMTV Miguel Martins fez de figurante na simulação de uma fuga a um pastor-belga
O açaime impede o cão de ferir o suspeito, mas não de o imobilizar
No caso de o indivíduo estar armado, o cão tem uma intervenção sem açaime
O malinois tem uma fisionomia que lhe permite uma enorme agilidade e força
A insígnia do Grupo de Intervenção Cinotécnico
Como seria de esperar, o jornalista foi facilmente derrubado e rapidamente imobilizado
Apesar de exímio no exercício das suas tarefas, o pastor-belga tem um temperamento muito equilibrado quando não está a trabalhar
Os pastores-belgas do subtipo malinois são utilizados pela GNR em situações extremas
'Rambo' é um pastor-belga do subtipo malinois, tal como o que foi abatido no Pinhal Novo
Neste tipo de situação, o cão é utilizado com açaime, uma vez que o suspeito já está desarmado
Esta raça tem sangue de pastor-alemão
Também aqui 'Rambo' é bem sucedido na missão simulada
Tal como no caso do Pinho Novo, o cão entra à frente dos elementos, para localizar a ameaça
A agilidade e a força do malinois estão na base da eficácia da intervenção deste subtipo do pastor-belga
'Rambo' só termina o exercício quando a ameaça está neutralizada
Na operação do barricado no Pinhal Novo foram utilizados dois pastores-belgas: 'Barros' foi abatido e 'Vulcão' foi ferido
GNR, pastor-belga, Pinhal Novo, malinois, treino, Rambo, Vulcão, Barros, major Costa Pinto, GNR, GIC, Grupo de Intervenção Cinotécnico, cães, crime
'Rambo' treina a intervenção numa casa onde está um barricado. Numa situação real esta equipa nunca atuaria isolada
'Rambo' em ação no exercício do autocarro
A GNR divulga pouco este tipo de cão, uma vez que é um elemento específico para ser usado em situações limite
GNR, pastor-belga, Pinhal Novo, malinois, treino, Rambo, Vulcão, Barros, major Costa Pinto, GNR, GIC, Grupo de Intervenção Cinotécnico, cães, crime
'Rambo' prestes a entrar em ação numa simulação de perseguição a um suspeito em fuga, já desarmado
Major Costa Pinto, o homem que comanda o Grupo de Intervenção Cinotécnico
A CMTV acompanhou o treino de 'Rambo', neste caso, numa situação - descontextualizada - de uma operação num autocarro
Os pastores-belgas do subtipo malinois são cães de intervenção tática
GNR, pastor-belga, Pinhal Novo, malinois, treino, Rambo, Vulcão, Barros, major Costa Pinto, GNR, GIC, Grupo de Intervenção Cinotécnico, cães, crime
Apesar de açaimado, o cão consegue cumprir a tarefa de imobilizar o indivíduo
O pastor-belga localiza a ameaça com grande rapidez
O jornalista da CMTV Miguel Martins fez de figurante na simulação de uma fuga a um pastor-belga
O açaime impede o cão de ferir o suspeito, mas não de o imobilizar
No caso de o indivíduo estar armado, o cão tem uma intervenção sem açaime
O malinois tem uma fisionomia que lhe permite uma enorme agilidade e força
A insígnia do Grupo de Intervenção Cinotécnico
Como seria de esperar, o jornalista foi facilmente derrubado e rapidamente imobilizado
Apesar de exímio no exercício das suas tarefas, o pastor-belga tem um temperamento muito equilibrado quando não está a trabalhar
Os pastores-belgas do subtipo malinois são utilizados pela GNR em situações extremas
'Rambo' é um pastor-belga do subtipo malinois, tal como o que foi abatido no Pinhal Novo
Neste tipo de situação, o cão é utilizado com açaime, uma vez que o suspeito já está desarmado
Esta raça tem sangue de pastor-alemão
Também aqui 'Rambo' é bem sucedido na missão simulada

Conheça os cães de elite da GNR

São pastores-belgas e só saem com a GNR para enfrentar situações extremas. Veja a fotoreportagem do jornalista Vitor Mota, que acompanhou o treino dos cães iguais aos que enfrentaram o barricado no Pinhal Novo.

4 de Dezembro de 2013 às 18:56