Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Angola com 99 novos casos e dez óbitos nas últimas 24 horas

Morreram 1.388 no país desde o início da pandemia.
Lusa 18 de Setembro de 2021 às 19:28
Covid-19, Angola
Covid-19, Angola FOTO: Lusa
Angola registou 99 novas infeções, 10 óbitos e 34 recuperações da pandemia de covid-19, nas últimas 24 horas, informou este sábado o Ministério da Saúde, subindo para 1.388 óbitos desde o início da pandemia.

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção Nacional de Saúde Pública, os casos foram confirmados nas províncias de Luanda (55), Huíla (13), Namibe (12), Bié (9), Uíge e Cabinda com três infeções cada, e Malanje e Moxico contabilizam dois casos cada em idades entre 1 e 72 anos, sendo 61 do sexo masculino e 38 do feminino.

Já os óbitos, sete homens e três mulheres, entre 36 e 75 anos, foram reportados nas províncias de Luanda (6), Namibe (2), e Bié e Malanje com uma morte em cada província.

Quanto aos casos considerados recuperados da doença, os dados referem que 24 foram registados em Luanda, seis no Namibe e quatro na Huíla.

Com os dados das últimas 24 horas, Angola passou a contabilizar 52.307 casos positivos, 1.388 óbitos, 46.025 recuperados da doença e 4.4.894 ativos, dos quais 36 em estado crítico, 40 graves, 163 moderados, 76 leves e 4.579 assintomáticos.

Estão internadas 330 pessoas, em quarentena institucional 211 e sob vigilância epidemiológica 2.823 contactos.

Os laboratórios processaram no mesmo período 2.233 amostras por RT-PCR, apontando o cumulativo para 960.990 amostras processadas com uma taxa de positividade de 5,4%.

A covid-19 provocou pelo menos 4.667.150 mortes em todo o mundo, entre mais de 226,96 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

Angola Ministério da Saúde Luanda questões sociais saúde morte doenças política organizações de saúde
Ver comentários