Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Ativista angolano "Luther King" detido há oito meses pode ficar cego na cadeia, diz advogado

Detido desde 12 de janeiro de 2022.
Lusa 23 de Setembro de 2022 às 15:15
Prisão
Prisão FOTO: Getty Images/iStockphoto
O advogado do ativista angolano Luther Campos, também conhecido por "Luther King", disse esta sexta-feira que a condição de saúde deste, detido há mais de oito meses, "inspira cuidados" e pede "urgência" sob pena de o ativista perder a visão.

Sem data de julgamento prevista, "Luther King", detido em 12 de janeiro de 2022, tem graves problemas de visão, como relatou o seu advogado, Francisco Muteka, dando conta que já solicitou consultas externas, ao Hospital Prisão São Paulo, em Luanda, mas sem respostas.

Luther "tem problemas graves de visão e é uma situação que já se remeteu aos serviços penitenciários para que eventualmente possam dispensar o indivíduo a ter que efetuar consultas fora daquela unidade prisional", explicou, em declarações à Lusa.

Luther Campos Luther King crime lei e justiça prisão
Ver comentários