Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Aumento do preço da farinha faz aumentar preço do pão na Guiné-Bissau

Ordenado mínimo na Guiné-Bissau é de 50.000 francos cfa (cerca de 75 euros).
Lusa 12 de Novembro de 2021 às 23:28
Pão
Pão FOTO: Getty Images
O aumento do preço da farinha levou ao aumento esta sexta-feira do pão na Guiné-Bissau, que passou a custar ao consumidor 200 francos cfa (0,30 euros), segundo o presidente da associação de panificadores, Braima Djaló.

Numa ronda a alguns locais de venda do pão, de fabrico artesanal, mas de grande consumo para a maioria da população guineense, em Bissau, a Lusa constatou que o produto passou dos 150 francos cfa (0,22 euros) para 200 francos cfa.

"A partir desta manhã aumentamos o preço do pão. A padaria aumentou 50 francos cfa nós também aumentamos o mesmo valor na venda ao consumidor", explicou à Lusa Maimuna Camará, vendedeira no mercado do bairro de Santa Luzia.

Zinha Tavares, dona de um restaurante na estrada que liga o bairro de Plubá ao centro de Bissau, debate-se com o dilema de saber se aumenta, ou não, o custo do prato de esparguete que vende acompanhado com pedaços do pão.

A comerciante, que disse viver exclusivamente da venda à noite daquela comida, teme perder a clientela, na sua maioria jovens desempregados, se decidir pelo aumento do preço do esparguete.

"É verdade que o preço do pão subiu, mas se eu aumentar o preço do esparguete corro o risco de ficar aqui com muita comida a estragar, mas também não posso deixar de dar o pão", lamentou-se Zinha Tavares.

Alfa Umaro Só é quem vende grande parte do pão que é consumido no pequeno restaurante de Zinha, mas nem sabe os motivos que ditaram o aumento do preço daquele que é um dos produtos alimentares mais procurados pelos guineenses.

Na noite de quinta-feira, o tio de Alfa Umaro, que é dono do contentor improvisado como loja onde trabalha o sobrinho, "ligou a avisar" que tinha que aumentar o preço do pão a partir de hoje.

O presidente da associação de panificadores, que trabalham o pão de forma manual, Braima Djaló explicou aos jornalistas que o preço de um saco de farinha do trigo subiu, "sem explicações" de 18.000 francos cfa (cerca de 27 euros) para 22.500 francos cfa (cerca de 34 euros).

O responsável acrescentou que os panificadores ainda pensaram em diminuir o tamanho do pão em vez de aumentar o preço, mas a maioria dos associados entendeu que o melhor seria aumentar o custo do produto.

O ordenado mínimo na Guiné-Bissau é de 50.000 francos cfa (cerca de 75 euros).

Ver comentários