Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Autoridades apreendem heroína com destino ao Canadá no Aeroporto Internacional de Maputo

Moçambique é apontado por organizações internacionais como um corredor para o tráfico internacional de estupefacientes.
Lusa 7 de Outubro de 2021 às 11:17
Polícia de Moçambique
Polícia de Moçambique FOTO: Getty Images
O Serviço de Investigação Criminal de Moçambique (Sernic) apreendeu, na quarta-feira, 400 gramas de heroína no Aeroporto Internacional de Maputo que tinha como destino o Canadá, disse esta quinta-feira à Lusa o porta-voz da entidade.

"A droga estava escondida em 247 botões feitos na base em capulana e foi apreendida na sequência de um trabalho da Autoridade Tributária de Moçambique", declarou Hilário Lelo.

A droga seria enviada através do serviço de correio para uma cidadã do Canadá e as autoridades terão levantado suspeitas sobre a mercadoria ao notar a quantidade dos botões, tendo solicitado peritos, que posteriormente constataram que se tratava de heroína.

"O Sernic está a trabalhar para localizar as pessoas que enviaram a mercadoria", acrescentou o porta-voz.

Moçambique é apontado por várias organizações internacionais como um corredor para o tráfico internacional de estupefacientes.

De acordo com o Gabinete das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (UNODC), as autoridades do Quénia e da Tanzânia, países a norte de Moçambique, aumentaram a vigilância nos últimos anos, empurrando os traficantes para sul, em direção à costa moçambicana, "em busca de novas rotas e novos mercados".

A Polícia Federal do Brasil apreendeu na noite de terça-feira cinco toneladas de cocaína que estavam escondidas num carregamento de sabão em pó que seria embarcado num navio para Moçambique, uma apreensão recorde, relataram fontes oficiais.

Ver comentários