Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Cabo Verde já aplicou mais de 35% das verbas para resposta à pandemia em 2021

Até março tinham sido executados 451,3 milhões de escudos (quatro milhões de euros) deste plano.
Lusa 24 de Junho de 2021 às 10:13
Banco em Cabo Verde
Banco em Cabo Verde FOTO: Getty Images
Cabo Verde aplicou, até abril, mais de 35% dos 14,3 milhões de euros que prevê gastar em 2021 nos vários projetos de resposta à pandemia de covid-19, segundo dados do Governo.

De acordo com um relatório do Ministério das Finanças, consultado esta quinta-feira pela Lusa, a execução orçamental dos projetos inscritos em resposta à covid-19 totalizou até abril março 561,6 milhões de escudos (cinco milhões de euros), de um total previsto de 1.592 milhões de escudos (14,3 milhões de euros) para todo o ano.

Até março tinham sido executados 451,3 milhões de escudos (quatro milhões de euros) deste plano, pelo que só em abril foi investido praticamente um milhão de euros, mês marcado igualmente pelo recrudescimento da pandemia, para valores máximos diários.

Em causa estão projetos de preparação e reposta à covid-19 através da vacinação, de ações de prevenção da transmissão da pandemia, de reforço do setor da Educação, do apoio aos municípios no combate à doença, mas também na atribuição de apoios sociais de emergência às famílias mais carenciadas, nomeadamente trabalhadores do setor informal.

A principal parcela (69,3%) do investimento suportado até abril foi garantida através de empréstimos ao Estado e a restante verba diretamente pelo Tesouro cabo-verdiano (25,7%) e por donativos internacionais (5%), de acordo com o mesmo relatório do Ministério das Finanças sobre execução orçamental.

No período crítico da pandemia no arquipélago, Cabo Verde registou uma taxa de incidência acumulada de covid-19 a 14 dias (um indicador utilizado internacionalmente) de 727 casos por cada 100.000 habitantes, de 26 de abril a 09 de maio, mas que desde então está em queda.

Segundo dados da Direção Nacional de Saúde, nos últimos 14 dias, período de 07 a 20 de junho, Cabo Verde analisou 11.773 amostras, que comprovaram 898 casos novos de covid-19, correspondendo a uma taxa de positividade de 7,6%.

No período anterior, de 24 de maio a 06 de junho, foram analisadas 14.952 amostras, que identificaram 1.754 novos casos de covid-19, correspondendo a uma taxa de positividade de 12%.

Desde 31 de março que Cabo Verde estava a registar valores máximos de novos infetados consecutivos, quase todos os dias acima de 200, tendo registado 417 casos, em 05 de maio, quando o máximo anterior a este período foi de 159, em 11 de outubro de 2020.

Esta tendência inverteu-se no último mês, com o número de novos casos diários em queda, até ao mínimo de 32 infetados em 14 de junho, o valor mais baixo desde 22 de março (26 casos).

Cabo Verde regista um acumulado de 32.192 casos do novo coronavírus desde 19 de março de 2020 (quando foi diagnosticado o primeiro infetado no arquipélago), distribuídos por todos os 22 municípios das nove ilhas habitadas, e 284 óbitos, segundo os dados do Ministério da Saúde.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários