Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Dois homens detidos por sequestro de bebé de um ano em Angola

Há um suspeito em fuga. Grupo terá invadido a casa da família para roubar bens e acabou por sequestrar criança.
Lusa 25 de Março de 2021 às 14:25
Polícia Angola
Polícia Angola FOTO: Getty Images
Dois homens foram detidos acusados de raptar uma bebé de pouco mais de 1 ano na sua casa, em Ressano Garcia, na província de Maputo, disse esta quinta-feira à Lusa a polícia moçambicana.

O grupo era composto por três homens, um dos quais agora foragido, e terá invadido a casa da família no domingo para roubar bens e dinheiro e, não tendo encontrado, sequestrou a criança de um ano, disse Henrique Mendes, porta-voz do Serviço Nacional de Investigação Criminal (Sernic) na província de Maputo.

"Eles levaram a criança e o telemóvel da mãe. De seguida ligaram ameaçando vender a menor caso a família não pagasse o dinheiro de resgate", referiu o porta-voz, acrescentando que os homens foram detidos na terça-feira.

A família pagou o resgate e a criança foi abandonada pelos sequestradores numa mata, em estado debilitado, tendo sido levada a um centro de saúde local.

O mesmo responsável adiantou que a polícia "esteve a fazer o acompanhamento desde o início" e conseguiu chegar à residência dos sequestradores.

Desde o início de 2020, as autoridades moçambicanas registaram mais de 10 raptos, cujas vítimas são empresários ou seus familiares.

Em outubro daquele ano, um grupo de empresários na cidade da Beira, província de Sofala, centro de Moçambique, paralisou, por três dias, as suas atividades em protesto contra a onda de raptos no país.

A Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), maior agremiação patronal do país, também já exigiu por diversas ocasiões um combate severo a este tipo de crime e até o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, já pediu mais medidas.

Maputo Angola Ressano Garcia crime lei e justiça crime rapto questões sociais polícia
Ver comentários