Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Forças Armadas Portuguesas formam militares da Guiné-Bissau

Militares portugueses estão, há 10 meses, a formar os congéneres nesse país, para os capacitar em cinco áreas.
Sérgio A. Vitorino 25 de Setembro de 2022 às 10:15
Equipa portuguesa na Guiné-Bissau
Equipa portuguesa na Guiné-Bissau FOTO: Direitos Reservados
Militares portugueses estão, há 10 meses, a formar os congéneres da Guiné-Bissau, nesse país, para os capacitar em cinco áreas: formação de oficiais milicianos; vigilância e segurança marítima das zonas costeiras; treino da Polícia Aérea; saúde militar; e recuperação das transmissões militares, explica ao CM o Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA).

Atualmente, decorre o treino na área de comunicações, ministrado por três militares do Exército. A Missão de Treino Portuguesa na República da Guiné-Bissau (MTP-RGB) entregou às Forças Armadas guineenses rádios, antenas e baterias, entre outro material.

O arranque da MTP-RGB deu-se com a área da saúde, tendo sido beneficiados os centros de saúde da Marinha, Exército e Força Aérea, doados equipamentos e uma ambulância. Foram formados em suporte básico de vida e socorrismo em combate 60 médicos e enfermeiros militares, incluindo na área pediátrica, ficando também habilitados a ajudar a população civil. Desde setembro que três militares da Força Aérea estão a ministrar o 1º Curso de Polícia Aérea na Guiné-Bissau, a 30 militares locais.

O EMGFA realizou ainda uma campanha de recolha de livros e de material escolar doados, que têm sido, desde julho, entregues na Guiné-Bissau.
Ver comentários