Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Governo da Etiópia quer suspensão "imediata" de investigação da UA sobre Tigray

Investigação será conduzida pela Comissão Africana dos Direitos Humanos e dos Povos.
Lusa 17 de Junho de 2021 às 14:55
A Casa Branca pediu à Etiópia para parar de recorrer à sua controversa lei antiterrorismo
A Casa Branca pediu à Etiópia para parar de recorrer à sua controversa lei antiterrorismo FOTO: Reuters
O Governo da Etiópia condenou este sábad o anúncio "unilateral" da criação de uma comissão de inquérito da União Africana (UA) para investigar alegadas violações de direitos humanos no Tigray e pediu a sua "suspensão imediata".

A União Africana lançou esta quinta-feira formalmente uma comissão de inquérito sobre o conflito no Tigray, região do norte da Etiópia, contra a qual o Governo federal tem vindo a travar uma ofensiva armada desde o início de novembro e onde têm sido documentadas violações dos direitos humanos.

A investigação será conduzida pela Comissão Africana dos Direitos Humanos e dos Povos (CADHP), um organismo encarregado de investigar as violações dos direitos humanos, mas cujas resoluções não são vinculativas para os estados.

Etiópia UA Tigray Governo da Etiópia União Africana política direitos humanos crime lei e justiça
Ver comentários