Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Governo moçambicano agradece ajuda humanitária da União Europeia após confrontos em Cabo Delgado

Agradecimentos foram manifestados pela ministra dos Negócios Estrangeiros de Moçambique, Verónica Macamo.
Lusa 1 de Julho de 2021 às 20:04
Destruição em Cabo Delgado
Destruição em Cabo Delgado FOTO: Getty Images
Moçambique agradeceu esta quinta-feira à União Europeia (UE) pela disponibilização de ajuda humanitária para assistência às vítimas da violência armada em Cabo Delgado, no norte do país.

Uma ponte aérea humanitária da União Europeia arrancou na quinta-feira, com o envio de 15 toneladas de "equipamento que salva-vidas" e que visa "responder às necessidades humanitárias urgentes" em Cabo Delgado.

Os agradecimentos foram manifestados pela ministra dos Negócios Estrangeiros de Moçambique, Verónica Macamo, esta quinta-feira, durante a 30.ª sessão do diálogo político entre o Governo de Moçambique e a União Europeia, em Maputo.

"Moçambique agradeceu igualmente à União Europeia pela disponibilização de ajuda humanitária para Cabo Delgado, cuja chegada está prevista para os dias 03 e 4" deste mês, refere-se num comunicado conjunto enviado à comunicação social.

Além do primeiro voo que partiu na quinta-feira, outros dois deverão sair de Brindisi, na Itália, rumo a Moçambique, nos próximos dias, transportando "ajuda humanitária adicional", um apoio anunciado pelo executivo comunitário à margem da reunião dos ministros do Desenvolvimento dos países do G20.

Segundo a Comissão Europeia, a ponte aérea em questão foi coorganizada por Portugal e Itália.

Desde o início de 2021, a União Europeia já forneceu 15 milhões de euros em ajuda humanitária a Moçambique, em grande parte para "responder às consequências do conflito interno em curso" no país.

Grupos armados aterrorizam Cabo Delgado desde 2017, sendo alguns ataques reclamados pelo grupo rebelde Estado Islâmico, numa onda de violência que já provocou mais de 2.800 mortes segundo o projeto de registo de conflitos ACLED e 732.000 deslocados de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU).

União Europeia Moçambique UE Cabo Delgado Itália política ajuda externa questões sociais
Ver comentários