Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Guiné-Conacri defende reforço da cooperação com a Guiné-Bissau

Em setembro, uma junta militar derrubou o Presidente Alpha Condé e dissolveu o parlamento e os poderes civis eleitos.
Lusa 20 de Outubro de 2021 às 17:42
Forças especiais da Guiné-Conacri durante a revolta no bairro Kaloum
Forças especiais da Guiné-Conacri durante a revolta no bairro Kaloum FOTO: REUTERS/Saliou Samb
O Presidente de transição da Guiné-Conacri, o coronel Mamadi Doumbouya, defendeu esta quarta-feira um reforço da cooperação com a Guiné-Bissau no âmbito de uma visita que o chefe de Estado guineense, Umaro Sissoco Embaló, efetuou ao país.

Numa declaração conjunta à imprensa, em Conacri, o Presidente de transição da Guiné-Conacri, o coronel Mamadi Doumbouya, disse estarem conscientes dos numerosos e complexos desafios, mas estarem determinados a assegurar a sua missão.

Em 5 de setembro, uma junta militar liderada pelo coronel Mamadi Doumbouya derrubou o Presidente Alpha Condé, de 83 anos, que se mantém detido desde então, dissolveu o parlamento e os poderes civis eleitos, tendo ainda suspendido a Constituição.

Ver comentários