Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Mercadoria de barco naufragado em Moçambique eram do proprietário da embarcação

Naufrágio em Cabo Delgado vitimou 12 pessoas.
Lusa 22 de Julho de 2021 às 13:53
Naufrágio
Naufrágio FOTO: CMTV
O administrador marítimo de Pemba esclareceu esta quinta-feira que os produtos que estavam no barco envolvido num naufrágio que matou 12 pessoas no norte de Moçambique pertenciam ao proprietário da embarcação e não ao Programa Alimentar Mundial (PAM).

"O dono daquela carga era o proprietário da embarcação e que estava também a bordo, não o PAM [como tinha sido dito]", disse esta quinta-feira à Lusa Tuacale Avelino.

Em causa está a morte de 12 pessoas na sequência do naufrágio de uma embarcação em Cabo Delgado, no norte de Moçambique, que transportava quatro toneladas de produtos alimentares.

A embarcação carregava 26 pessoas, das quais 12 morreram e 14 foram resgatadas com vida, num incidente que foi causado pelo excesso de carga e mau tempo, segundo o administrador marítimo de Pemba, capital provincial.

De acordo com o responsável, a tripulação da embarcação violou também algumas normas de segurança marítima pois não tinha coletes salva-vidas, além de ter seguido viagem antes das 05:00 da manhã, horário recomendado pelas autoridades marítimas.

O responsável pela tripulação está sob custódia policial e vai realizar-se um inquérito sobre o incidente para que "situações do tipo não se repitam".

Ver comentários