Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Moçambique tem quase 7.500 turmas ao relento

É preciso deixar de haver "crianças sentadas no chão, debaixo de árvores", referiu a ministra da Educação do país.
Lusa 16 de Setembro de 2021 às 11:17
A Internation Primary School, em Moçambique, não estava equipada com uma rampa de acesso
A Internation Primary School, em Moçambique, não estava equipada com uma rampa de acesso FOTO: Hugo Delgado
Moçambique tem 7.484 turmas ao relento e existem no país 28.269 salas feitas em capim e adobe (barro), segundo dados apresentados pelo Ministério da Educação da reunião do Conselho Coordenador do setor.

"Quero apelar aos gestores escolares, líderes comunitários e parceiros para encontrarmos soluções locais e a breve trecho eliminar as turmas ao ar livre" e deixar de haver "crianças sentadas no chão, debaixo de árvores", referiu a ministra da Educação, Carmelita Namashulua, citada esta quinta-feira pelos meios locais após a abertura do encontro.

O Conselho Coordenador do Ministério da Educação decorre desde quarta-feira em Chidenguele, sul do país, reunião que junta diversos agentes da área para fazer um ponto de situação das atividades no país.

Moçambique educação Conselho Coordenador do Ministério da Educação escolas ensino
Ver comentários