Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Mulher detida com quase 20 quilos de droga na principal fronteira de Moçambique

Estupefacientes estavam escondidos no carro que conduzia.
Lusa 20 de Abril de 2021 às 18:15
Droga
Droga FOTO: Getty Images
As autoridades moçambicanas detiveram uma mulher com 19,5 quilos de droga em Ressano Garcia, posto fronteiriço com a África do Sul, na província de Maputo, anunciou fonte da polícia, esta terça-feira.

A mulher foi detida após uma denúncia, quando pretendia atravessar para a África do Sul. A droga estava escondida no carro que conduzia, disse à comunicação social Elino Panguana, porta-voz do Serviço Nacional de Investigação Criminal (Sernic) na província de Maputo.

"Trata-se de ópio, uma droga derivada de metanfetamina e heroína. É uma droga perigosa de facto. Esperamos os resultados mais consistentes [de peritos] sobre ela", afirmou o porta-voz, acrescentando que a droga era proveniente da Matola, nos arredores de Maputo.

"O Sernic está a envidar todas as diligências para ver se consegue neutralizar o suposto dono da viatura e acredito que vamos poder esclarecer esta situação", concluiu.

Moçambique é apontado por várias organizações internacionais como um corredor para o tráfico internacional de estupefacientes.

De acordo com o Gabinete das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (UNODC), as autoridades do Quénia e da Tanzânia, países a norte de Moçambique, aumentaram a vigilância nos últimos anos, empurrando os traficantes para sul, em direção à costa moçambicana, "em busca de novas rotas e novos mercados".

Em 19 de março as autoridades moçambicanas apreenderam 440 quilos de heroína numa residência em Quelimane, no centro do país. A apreensão ocorreu na sequência de outras, de grandes quantidades, já realizadas este ano.

Em 10 de março, a Polícia da República de Moçambique (PRM) apreendeu 103 quilos de heroína, 'crack' e haxixe num automóvel, durante uma fiscalização policial ao longo da Estrada Nacional N.º 1, no distrito de Murrupula, na província de Nampula.

Em 2 de fevereiro, a polícia deteve um empresário na cidade de Pemba, em Cabo Delgado, norte do país, na posse de 180 quilos de efedrina, substância que se presume teria como destino o fabrico de drogas.

Já em 28 de janeiro, a marinha francesa anunciou que uma das suas fragatas no Índico apreendeu 417 quilogramas de metanfetaminas e 27 quilos de heroína numa embarcação tradicional ao largo a costa de Moçambique, avaliando a carga em mais de 40 milhões de euros.

Na mesma semana, as autoridades moçambicanas detiveram um homem de 37 anos na posse de 61 quilos de heroína e cinco de metanfetamina quando descarregava a droga na costa do distrito de Nacala Porto.

Moçambique Sernic Ressano Garcia África do Sul Maputo crime lei e justiça questões sociais dependência
Ver comentários