Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Novo ataque a campo de deslocados na RD Congo provoca a morte de 22 civis

Há cerca de uma semana, um ataque semelhante matou 29 pessoas num local próximo na República Democrática do Congo.
Lusa 28 de Novembro de 2021 às 21:02
Militares congolenses
Militares congolenses FOTO: Reuters
Um novo ataque a um campo de deslocados em Ituri, nordeste da República Democrática do Congo, provocou a morte de 22 civis, menos de uma semana após um ataque semelhante que matou 29 pessoas num local próximo.

"Depois do ataque ao centro de deslocados, 20 corpos foram enterrados em duas valas comuns e depois foram enterrados dois feridos que sucumbiram às suas feridas, elevando o número de mortos para 22", disse Mambo Bapu Mance, coordenador da Cruz Vermelha de Djugu (na região de Ituri).

Mance acusou as milícias do grupo Cooperativa para o Desenvolvimento do Congo de serem responsáveis pelo ataque.

O porta-voz do Exército na região, Jules Ngongo, informou que os agressores já tinham sido repelidos, mas não deu mais pormenores sobre a operação de segurança no local.

A região de Ituri, rica em ouro, regressou a cenas de violência desde o final de 2017, com o aparecimento das milícias da Cooperativa para o Desenvolvimento, que se organizaram alegando a necessidade de defender os interesses dos Lendu, uma das comunidades desta província.

Num outro ataque na noite de sábado para domingo, cinco civis foram mortos no território de Irumu e outros quatro nos arredores de Bunia, capital de Ituri, informou Isaac Nyakuklinda, responsável de uma organização não governamental em Irumu.

Desde maio, a região de Ituri e a vizinha província de Kivu do Norte encontram-se em estado de sítio - medida excecional que visa combater grupos armados, mas que não tem impedido a continuação de massacres e sequestros de civis.

Ver comentários