Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Pelo menos 10 portugueses morrem em dez dias na África do Sul devido à Covid-19

Informação foi avançada pelo líder da Federação das Associações Portuguesas naquele país.
Lusa 17 de Junho de 2021 às 19:00
Joanesburgo
Joanesburgo FOTO: Reuters
Pelo menos 10 portugueses morreram de covid-19 nas últimas duas semanas na África do Sul, estimou esta quinta-feira à Lusa o líder da Federação das Associações Portuguesas naquele país (FARPAS).

"Entre as pessoas próximas que tenha conhecimento, algumas das quais do Núcleo de Arte e Cultura [de Joanesburgo] e, portanto, estimo por aquilo que veio ao meu conhecimento nos últimos dias, que são cerca de 10 pessoas, [...] nos últimos dez dias", salientou Alexandre Santos.

Questionado pela Lusa sobre se considera a situação pandémica como sendo preocupante no seio da comunidade portuguesa residente na África do Sul, o líder comunitário português declarou: "É preocupante, na medida em que isto não acontece apenas na comunidade, é também em todo o país, infelizmente também afeta a nossa comunidade".

"De qualquer modo não deixa de ser preocupante", sublinhou Alexandre Santos.

O líder comunitário considerou também, em declarações à Lusa, que o impacto da covid-19 no movimento associativo português na África do Sul está a ser "muito negativo".

"Está a ser muito negativo porque as medidas anti-covid-19 são muito restritivas e, por outro lado, as próprias pessoas estão a procurar evitar reuniões e ajuntamentos" salientou, sublinhando que "as comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades, no 10 de Junho, tiveram de ser canceladas" devido à terceira vaga da pandemia no país.

"As associações estão praticamente paralisadas e a nossa comunidade não é muito dada a eventos que sejam transmitidos por via eletrónica ou digital", adiantou Alexandre Santos.

Nas últimas 24 horas, 13.246 novos casos de covid-19 e 136 mortes associados à doença foram confirmados no país pelas autoridades de saúde sul-africanas.

A província de Gauteng, envolvente a Joanesburgo, onde reside a grande maioria da comunidade portuguesas e lusodescendente no país, é atualmente o "epicentro" da pandemia, com 522.366 casos de infeção confirmados e um total de 11.861 óbitos associados à covid-19.

As autoridades de saúde sul-africanas adiantaram que foram registados 7.859 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, em Gauteng, o motor da economia do país.

Com mais de 12,3 milhões de testes de covid-19 realizados, o Governo sul-africano anunciou ter administrado até ao momento 1.965.812 doses da vacina contra a doença.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), a África do Sul é país mais afetado pela pandemia no continente e contabiliza 1.774.312 casos e 58.223 mortes.

Ver comentários