Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Polícia angolana detém 18 pessoas implicadas no assassinato de padre no Huambo

Homicídio aconteceu durante um assalto.
Lusa 15 de Março de 2021 às 14:17
Polícia deteve 18 suspeitos
Polícia deteve 18 suspeitos FOTO: Getty Images
A Polícia angolana deteve já 18 indivíduos suspeitos de envolvimento na morte de um padre, de nacionalidade são-tomense, durante um assalto à mão armada, na província do Huambo, em que foi igualmente violada uma religiosa namibiana.

Segundo o diretor do gabinete de comunicação institucional e imprensa da Delegação Provincial do Ministério do Interior no Huambo, superintendente-chefe Martinho Cavita, fruto do trabalho de investigação na sequência dos factos ocorridos domingo, foram, esta segunda-feira, detidos 18 cidadãos, alegadamente envolvidos no crime.

"Oportunamente, os órgãos operacionais desta delegação virão a público para poder trazer mais dados inerentes ao esclarecimento dos factos", referiu Martinho Cavita, em declarações à Rádio Nacional de Angola.

A morte do padre César Manuel Vaz Sacramento, de 43 anos, foi divulgada em comunicado pela Arquidiocese do Huambo e dos Missionários Claretianos, que aponta como estando na base do assalto a tentativa de roubo do automóvel.

A rádio pública angolana noticiou que o padre se encontrava na floresta da Estação Experimental Agrícola da Chianga, que dista cerca de oito quilómetros da cidade do Huambo, na companhia de uma religiosa de nacionalidade namibiana, afeta à congregação do Santíssimo Salvador, quando foi abordado pelos assaltantes.

Os dois foram surpreendidos na referida floresta na viatura em que seguiam, quando os atacantes, ainda não identificados, supostamente munidos de uma pistola e uma faca, exigiram os seus pertences, nomeadamente telemóveis e dinheiro.

"Na troca de palavras, um dos marginais insurgiu-se contra o padre, tendo um outro efetuado disparo que causou a morte imediata", noticiou a rádio pública angolana, informando que a madre foi igualmente violentada no local pelos indivíduos, que levaram a viatura, pondo-se em fuga.

Na semana passada, um padre de nacionalidade colombiana foi igualmente morto à facada, em Luanda, por um indivíduo, dono de uma motorizada, na qual o sacerdote embateu quando estacionava a sua viatura.

 

Martinho Cavita Huambo Polícia crime lei e justiça prisão
Ver comentários