Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Polícia moçambicana detém três pessoas por tentativa de rapto de um empresário

Segundo as autoridades, decorrem trabalhos para a localização do mandante e de outras duas pessoas foragidas e que estão também envolvidas no crime.
Lusa 24 de Janeiro de 2022 às 15:46
Polícia moçambicana
Polícia moçambicana FOTO: Getty Images
A polícia moçambicana deteve três homens por tentativa de rapto de um empresário, supostamente a mando do seu filho, no distrito da Manhiça, província de Maputo, sul de Moçambique.

O grupo terá sido contratado a partir da África do Sul, onde reside, para raptar o homem, que se dedica à produção de gado e de cana-de-açúcar, disse Henrique Mendes, porta-voz do Serviço Nacional de Investigação Criminal (Sernic), na província de Maputo, durante uma conferência de imprensa.

"O Sernic tomou conhecimento desta pretensão através de fontes de informação. Fez seguimento a partir da fronteira, por onde entraram, e fez-se monitoria até ao distrito da Manhiça", referiu o porta-voz.

Segundo as autoridades, decorrem trabalhos para a localização do mandante e de outras duas pessoas foragidas e que estão também envolvidas no crime.

Após um período de relativa acalmia, as cidades moçambicanas, principalmente a capital do país, voltaram a ser atingidas desde 2020 por uma onda de raptos, visando principalmente empresários ou seus familiares.

A corporação evitou, em 2021, três tentativas de rapto que tinham como mentores reclusos, deteve 13 suspeitos e apreendeu três armas de fogo que eram usadas para intimidar as vítimas, na sua maioria empresários, segundo dados avançados pela Ministra do Interior.

Em novembro de 2021, a Polícia da República de Moçambique lançou a formação de uma força mista para responder a este tipo de crime, um grupo de oficiais que vão ser capacitados por especialistas ruandeses até abril de 2022.

Maputo Manhiça Moçambique Sernic economia negócios e finanças crime lei e justiça política crime rapto
Ver comentários