Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

UE e EUA pedem libertação imediata do presidente do Burkina Faso

Fontes de segurança afirmaram que o presidente Roch Marc Kaboré está a ser retido por soldados que se amotinaram.
Lusa 24 de Janeiro de 2022 às 18:03
Bandeira do Burkina Faso
Bandeira do Burkina Faso FOTO: Reuters
A União Europeia pediu esta segunda-feira a libertação "imediata" do Presidente do Burkina Faso, Roch Marc Christian Kaboré, que fontes de segurança afirmaram estar a ser retido por soldados que se amotinaram.

"Neste momento de incerteza, a União Europeia permanece atenta à evolução da situação, apelando a todos os atores para que permaneçam calmos e comedidos. Apela também à restauração imediata da liberdade do Presidente Kaboré e dos membros das instituições do Estado", disse o chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, numa declaração.

"As últimas notícias são muito preocupantes", disse o alto representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, numa conferência de imprensa, acrescentando: "Sabemos agora que o Presidente Kaboré está sob controlo do exército".

Também os Estados Unidos exigiram esta segunda-feira a "libertação imediata" do Presidente Roch Marc Kaboré e que "respeitem a Constituição" e os "líderes civis" do país.

"Pedimos a todas as partes na atual situação que mantenham a calma e procurem o diálogo para ultrapassar as suas divergências", disse à AFP um porta-voz da diplomacia norte-americana.

"O governo dos Estados Unidos está ao corrente de informações segundo as quais militares do Burkina Faso detiveram o Presidente Roch Marc Kaboré", afirmou a fonte.

Ver comentários