Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Polícia moçambicana detém jovem após matar avó por suspeitas de feitiçaria

Jovem, residente em Maputo, capital do país, ter-se-á deslocado à província de Inhambane até à casa da avó, onde ficou alojado.
Lusa 31 de Agosto de 2021 às 18:41
Polícia de Moçambique
Polícia de Moçambique FOTO: Getty Images
A polícia moçambicana deteve um jovem de 25 anos que terá matado e ateado fogo à avó, de 75 anos, por suspeitas de feitiçaria, no distrito de Funhalouro, sul de Moçambique, anunciou hoje fonte da corporação.

O jovem, residente em Maputo, capital do país, ter-se-á deslocado à província de Inhambane até à casa da avó, onde ficou alojado.

Durante a noite de sábado, terá assassinado a idosa, disse Juma Daúto, porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Inhambane, em declarações a jornalistas.

"Tentando ocultar o cadáver, ele acabou incendiando a casa, queimando o corpo da respetiva avó", acrescentou.

Pelo menos 17 idosos foram assassinados em 2020 na província de Inhambane por acusações de feitiçaria, maioritariamente feitas por familiares, segundo os últimos dados avançados pela polícia.

O assassínio de idosos nas zonas rurais moçambicanas é geralmente perpetrado pelos seus parentes, normalmente filhos e netos, que os acusam de atos sobrenaturais, responsabilizando-os por desavenças familiares e infortúnios.

Funhalouro Inhambane Moçambique crime lei e justiça
Ver comentários