Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

43 países e mais de 25 mil quilómetros: a história do homem que percorreu a Europa durante a pandemia

Nil Cabutí fez-se à estrada, de bicicleta, mas foi surpreendido pelas restrições da pandemia da Covid-19 enquanto atravessava a Europa.
Correio da Manhã 6 de Janeiro de 2021 às 12:05
Homem percorre Europa de bicicleta durante pandemia
Homem percorre Europa de bicicleta durante pandemia FOTO: Direitos Reservados / Instagram
O setor do turismo e as viagens foram uma das áreas mais afetadas com a chegada da pandemia da Covid-19.

Mas Nil Cabutí foi uma exceção às regras impostas. O homem, com 30 anos e residente em Barcelona, Espanha, tinha um objetivo: viajar desde a capital catalã até Singarupa, na Ásia, de bicicleta.

As restrições impostas pela pandemia vieram, no entanto, mudar os planos de viagem, que teve início em março passado. Numa das primeiras paragens, Itália, o jovem deparou-se com o encerramento das fronteiras um dia depois de ter entrado no país.

"A polícia olhou para mim, deixaram-me continuar. Todos os dias achava que poderia ser o último, que me mandariam para casa", revela ao jornal espanhol "El País". Com os hotéis e estabelecimentos comerciais fechados, Cabutí teve que mudar a sua estratégia: passar a procurar e garantir a acomodação do dia antes de se fazer à estrada.

"Na Eslovénia foram tão maus quanto na Itália, e na Croácia não me deixaram passar nos 10 pontos de fronteira onde tive", relembrou o engenheiro civil que tirou uma licença para poder viajar pelo mundo.

Nos países nórdicos a situação era diferente. "Na Alemanha e na Suíça as pessoas nem usavam máscara e na Suécia os restaurantes estavam lotados; Parecia que o tal vírus nem existia", confessou ao jornal. Chegou a ser detido em Paris, França, quando se encontrava já de regresso e "apenas" a 1000 quilómetros de casa.
Acabou por conseguir seguir caminho. Chegou a Barcelona a 28 de dezembro, depois de 10 meses de viagem de bicicleta, 25.700 quilómetros percorridos e 43 países visitados.

Nil recorreu às redes sociais para partilhar a experiência ao alimentar a sua conta no Instagram com os diferentes locais por onde passava.

Apesar dos vários dias de estrada, o engenheiro garante que ainda vai voltar para terminar a rota de Singapura.
Nil Cabutí Europa Covid-19 Itália Barcelona transportes questões sociais turismo
Ver comentários