Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Agência espacial russa coloca módulo original de nave espacial à venda

Roscosmos, a Agência Espacial Russa, pôs à venda o módulo original do veículo de regresso à Terra utilizado na missão Soyuz MS-08 do programa espacial.
Jornal de Negócios 19 de Maio de 2021 às 16:59

A Agência Espacial Russa, mais conhecida por Roscosmos, vai vender o módulo original que permitiu aos astronautas regressar à Terra, após uma missão com destino à Estação Espacial Internacional (ISS). A notícia é avançada pelo site russo RT, que nota que o preço deste módulo utilizado na missão de 2018 é ainda desconhecido. Os interessados terão de demonstrar o interesse neste equipamento através de um site específico. 

Embora seja a Roscosmos a anunciar a venda, o módulo vai ser vendido pela Glavkosmos, uma subsidiária da Roscosmos, criada em 1985. De acordo com o site da empresa, o módulo de descida número 738 da missão Soyuz MS-08, lançada a 21 de março de 2018, poderá ser adquirido para fins de "exposição pública ou privada dedicada ao Espaço". O módulo, propriedade da Roscosmos, "será vendido com o consentimento do proprietário". 

O site dá ainda margem para que esta cápsula possa ser adaptada para ir ao encontro de algumas especificações feitas pelo comprador, como pedidos para criação de simulações de descida, transporte da cápsula ou ainda a instalação numa localização dada pelo comprador. 

Foi este módulo que permitiu o regresso à Terra, em 2018, de três astronautas: Oleg Artemyev, da Roscosmos, e dois engenheiros da norte-americana NASA, os astronautas Andrew Feustel e Richard Arnold. A missão teve a duração de 197 dias, com a Estação Espacial Internacional como destino.

A última vez que está cápsula foi usada foi em outubro de 2018, quando a equipa a bordo aterrou no Cazaquistão. 

Durante nove anos, após o encerramento do programa Space Shuttle da NASA, em 2011, as missões russas eram a única forma de enviar astronautas para a Estação Espacial Internacional. O bem sucedido voo da empresa SpaceX, de Elon Musk, em maio de 2020, abriu caminho para uma nova alternativa de transporte de astronautas até à ISS, menos dependente da Rússia. A SpaceX tornou-se na primeira empresa privada de exploração espacial a enviar astronaturas até à ISS.

De acordo com os meios especializados, a agência espacial norte-americana pagou cerca de 85 milhões de dólares por cada lugar a bordo da aeronave Soyuz. 

Agência Espacial Russa Estação Terra Roscosmos Espacial Internacional ISS RT NASA SpaceX programa espacial
Ver comentários