Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Alexei Navalny detido à chegada a Moscovo

Opositor voltou pela primeira vez à Rússia após ter sido envenenado com Novichok na Sibéria, em agosto.
Ricardo Ramos 18 de Janeiro de 2021 às 08:28
Alexei Navalny foi detido ao apresentar o passaporte no Aeroporto de Sheremetyevo, em Moscovo
Alexei Navalny foi detido ao apresentar o passaporte no Aeroporto de Sheremetyevo, em Moscovo FOTO: Reuters
O opositor russo Alexei Navalny foi este domingo detido pela polícia à chegada a Moscovo, na primeira vez em que voltou a pisar solo russo desde que foi envenenado e levado de urgência para a Alemanha para ser tratado.

Navalny, de 44 anos, anunciou na semana passada que ia regressar ontem à Rússia porque era o seu país e tinha saudades de casa. Falando aos jornalistas no Aeroporto de Berlim antes da partida, garantiu que não tinha medo de ser preso e disse não acreditar que as autoridades russas o fossem deter, mas foi isso mesmo que sucedeu mal saiu do avião e apresentou o seu passaporte no controlo fronteiriço. A mulher, Yulia, o advogado e a porta-voz entraram na Rússia sem problemas.

Antes, o avião que transportava Navalny tinha sido impedido de aterrar no Aeroporto de Vnukovo e fora desviado para o outro aeroporto da capital russa, Sheremetyevo, aparentemente para evitar que o opositor fosse protegido por centenas de apoiantes que ali se tinham concentrado para o receber.

O serviço prisional russo tinha pedido na semana passada a sua detenção por violar os termos da pena suspensa de três anos e meio a que foi condenado no âmbito de um processo por alegada fraude, em 2014, que impediam que se ausentasse do país. Navalny, recorde-se, foi levado em coma para a Alemanha, em agosto, após ter sido envenenado com Novichok durante uma visita à Sibéria, num ataque atribuído aos serviços secretos russos.
Ver comentários