Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Aluno de 15 anos mata quatro colegas com pistola comprada na ‘Black Friday’

Jovem recusou explicar o motivo do ataque nos Estados Unidos.
Ricardo Ramos 2 de Dezembro de 2021 às 08:46
Ethan Crumbley foi detido
Justin Shilling , 17 anos
Hana St. Juliana , de 14 anos
Madisyn Baldwin, tinha 17 anos
Tate Myre
Ethan Crumbley foi detido
Justin Shilling , 17 anos
Hana St. Juliana , de 14 anos
Madisyn Baldwin, tinha 17 anos
Tate Myre
Ethan Crumbley foi detido
Justin Shilling , 17 anos
Hana St. Juliana , de 14 anos
Madisyn Baldwin, tinha 17 anos
Tate Myre
Um adolescente de 15 anos matou a tiro quatro colegas e feriu outras sete pessoas numa escola secundária dos arredores de Detroit, na terça-feira à noite. Foi detido sem oferecer resistência, mas recusou explicar os motivos do ataque, que foi levado a cabo com uma pistola semiautomática comprada pelo pai dias antes, na ‘Black Friday’.

Vídeos nas redes sociais mostram o pânico vivido por alunos e professores do Liceu Oxford quando soaram os primeiros tiros. O atirador, identificado como Ethan Crumbley, terá mesmo tentado enganar os alunos barricados numa sala, fazendo-se passar por polícia e garantindo que estava tudo bem e podiam sair. Valeu a presença de espírito do professor, que recusou abrir a porta.

As vítimas do ataque foram identificadas como Tate Myre, de 16 anos, Hana St. Juliana, de 14, Madisyn Baldwin, de 17, e Justin Shilling, de 17. Este último ficou gravemente ferido e morreu ontem no hospital. Seis outros alunos e uma professora ficaram feridos.

As autoridades tentam agora perceber os motivos que levaram o jovem a abrir fogo na escola. Após ser detido, Ethan foi levado para um centro de detenção juvenil e colocado numa cela antissuicídio, tendo sido aconselhado pelos pais a não responder às perguntas da polícia.
Black Friday Ethan Crumbley Detroit crime lei e justiça questões sociais
Ver comentários