Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Amnistia Internacional fecha escritórios em Hong Kong e culpa lei da segurança nacional

É "impossível para as organizações de direitos humanos em Hong Kong trabalhar livremente", disse Anjhula Mya Singh Bais.
Lusa 25 de Outubro de 2021 às 09:03
Amnistia Internacional
Amnistia Internacional FOTO: Getty Images
A Amnistia Internacional vai fechar os seus dois escritórios em Hong Kong, revelou esta segunda-feira a organização não-governamental (ONG), justificando a decisão com a lei de segurança nacional imposta naquele território por Pequim.

"O escritório local vai cessar operações a 31 de outubro, enquanto que o escritório regional - que faz parte do secretariado internacional global da Amnistia - deverá encerrar no final de 2021", sendo que "as operações regionais serão transferidas para os outros escritórios da organização na Ásia-Pacífico", pode ler-se num comunicado publicado no 'site' da ONG.

"Esta decisão, tomada com o coração pesado, foi impulsionada pela lei de segurança nacional de Hong Kong, que tornou efetivamente impossível às organizações de direitos humanos em Hong Kong trabalhar livremente e sem medo de represálias graves por parte do Governo", indicou a presidente do Conselho Internacional da Amnistia, Anjhula Mya Singh Bais, citada no comunicado.

Pequim Internacional Hong Kong Amnistia Internacional ONG Amnistia política partidos e movimentos
Ver comentários