Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Arquidiocese de Santa Fé nos EUA paga 115 milhões de euros a vítimas de abusos sexuais

Caso envolve mais de 350 vítimas e pelo menos 74 sacerdotes.
Francisco J. Gonçalves 21 de Maio de 2022 às 10:52
FOTO: DR/Getty Images
A arquidiocese de Santa Fé, no Novo México, uma das mais antigas dos EUA, aceitou um acordo extrajudicial que a obriga a pagar quase 115 milhões de euros a mais de 350 pessoas que apresentaram queixa por abusos sexuais de sacerdotes. Ao todo há 74 sacerdotes envolvidos.

A arquidiocese tentou evitar os pagamentos declarando insolvência, mas acabou por aceitar um acordo no qual paga dos seus cofres 71 milhões de euros e cinco companhias de seguros e várias entidades católicas avançam o valor remanescente.

Numa carta aos paroquianos, a arquidiocese salientou que a Igreja “leva muito a sério a sua responsabilidade para garantir que os sobreviventes de abusos sexuais são compensados com justiça pelo sofrimento que padeceram” e sublinhou que “os que sofreram abusos sexuais serão sempre uma prioridade” da arquidiocese de Santa Fé.

Refira-se que várias das vítimas contempladas neste caso já faleceram, pelo que serão as famílias a receber os valores constantes do acordo, no qual é contemplada igualmente a entrega de um arquivo documentando os abusos.

Os valores em causa tornam o acordo um dos mais avultados de sempre nos EUA. Em abril, a diocese de Camden, Nova Jérsia, tinha aceitado pagar 82 milhões de euros a 300 vítimas de abusos. A situação na Igreja Católica dos EUA é tão grave e dura há tantas décadas que o Papa Bento XVI pediu perdão por ela em 2008, durante visita a Washington e Nova Iorque.
Santa Fé Novo México EUA religião crime lei e justiça questões sociais crime crimes sexuais
Ver comentários
}