Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Atirador que matou seis pessoas em parada do 4 de Julho em Chicago vestiu-se de mulher durante ataque

Suspeito disparou mais de 70 tiros.
Correio da Manhã 5 de Julho de 2022 às 17:41
Atirador que matou seis pessoas em parada do 4 de Julho em Chicago vestiu-se de mulher durante ataque
Atirador que matou seis pessoas em parada do 4 de Julho em Chicago vestiu-se de mulher durante ataque FOTO: Reuters

Num 'breafing' realizado pela polícia de Highland Park, Chicago, EUA, sobre o tiroteio que matou 6 pessoas e feriu outras 24 numa parada do 4 de julho, foi revelado que o atirador Robert Bobby Crimo III disparou mais de 70 tiros e estava vestido de mulher durante o ataque para esconder as tatuagens e fugir rapidamente entre a multidão.

"Acreditamos que o ataque estava planeado há várias semanas", revelaram as autoridades norte-americanas, salientando que o suspeito "entrou pelas escadas de emergê
ncia".

Crimo III, que teria 22 anos, em informação avançada esta segunda-feira, afinal tem 21, e só fará 22 em setembro. Após o ataque, "fugiu para casa da mãe", salientou a polícia.

De acordo com as autoridades, o presumível autor do ataque comprou legalmente a arma no estado do Illinois, no ano passado, e teria outra espingarda dentro do carro quando foi detido.

Ainda na tarde desta terça-feira, a polícia de Highland Park vai revelar as acusações contra Crimo III.

Após este tiroteio, que faz aumentar o número de vítimas em paradas do 4 de Julho na cidade, o governador local decretou o cancelamento de todas as festividades.

No ano passado, nas celebrações do quatro de Julho em Chicago, 19 pessoas foram mortas e outras 100 ficaram feridas.

EUA Highland Park Chicago distúrbios guerras e conflitos
Ver comentários
}