Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Autoridades belgas não confirmam morte de portugueses em desabamento de escola avançada pelo MNE

Fontes da polícia e dos bombeiros no local não confirmaram que, até ao momento, se registe a morte de três portugueses.
Lusa 19 de Junho de 2021 às 00:12
Desabamento de escola na Bélgica
Desabamento de escola na Bélgica FOTO: Getty
As autoridades belgas apenas avançam, até ao momento, com uma morte e cinco desaparecidos no desabamento de um prédio em Antuérpia, não confirmando relatos que apontam para três vítimas mortais portuguesas.

À agência Lusa, fontes da polícia e dos bombeiros no local não confirmaram que, até ao momento, se registe a morte de três portugueses, não confirmando a informação avançada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE).

Fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros adiantou à Lusa que a informação recebida através do Ministério homólogo belga foi de que havia três cidadãos portugueses mortos, na sequência do desabamento, mas que, no local, após a chegada do embaixador e do encarregado da secção consular, a proteção civil local contradisse essa informação.

A mesma fonte acrescentou que o MNE está a apurar "quais são os factos".

As autoridades belgas indicam que, nos escombros do prédio, permanecem cinco pessoas desaparecidas, sem identificar a nacionalidade.

No entanto, segundo o meio de comunicação belga 'GVA', quatro dos cinco desaparecidos serão trabalhadores portugueses da empresa 'Goorden Bouw en Service', que terá confirmado a informação ao jornal em questão.

Além das cinco pessoas que permanecem desaparecidas, encontram-se atualmente nove pessoas hospitalizadas: quatro em perigo de vida, quatro em estado grave, e um ferido ligeiro.

Hoje, por volta das 14h45 locais (13h45) o andaime de uma escola em construção desabou no bairro de Nieuw Zuid, na cidade belga de Antuérpia, levando ao desabamento subsequente de partes do prédio em questão.

MNE Antuérpia Ministério dos Negócios Estrangeiros questões sociais política emigrantes demografia morte
Ver comentários