Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Bebé "enorme" precisou de dois médicos para nascer

Mãe não queria acreditar no tamanho do filho apesar de já esperar que este viesse a ser alto.
Correio da Manhã 26 de Maio de 2021 às 13:48
Amy Smit com o bebé recém-nascido, a filha mais velha e o marido
Amy Smit com o bebé recém-nascido, a filha mais velha e o marido FOTO: Facebook
Há bebés que nos surpreendem. Amy Smit, de 27 anos, foi uma dessas mães que não queria acreditar no tamanho do filho quando este nasceu. 

A mulher de Buckinghamshire já esperava que o bebé viesse a ser alto devido às ecografias demonstrarem isso mesmo, mas nunca imaginou que a criança nascesse com 61 centímetros e 5,440 kg não cabendo sequer nas escalas habituais para recém-nascidos nas maternidades do Reino Unido. 

Por já esperar que o bebé fosse maior que o habitual, Amy tinha uma cesariana marcada para o dia 25 de março. No dia do parto, o tamanho do bebé obrigou a chamar um segundo médico para o conseguir retirar do ventre da mãe. 

"Estavam todas essas mulheres [que estavam a realizar o parto] pequenas à minha volta, e eu ouvi uma delas a dizer, 'Preciso de ajuda, ele é enorme'", conta Amy sobre o momento do parto. 

"Ele nem cabia na balança quando foram pesá-lo, era muito comprido e largo. Eles tiveram que fazer uma tábua improvisada para equilibrá-lo", continua.

A roupa que o casal tinha comprado ia até aos três meses de um recém-nascido, porém, o menino, Zagrys, quando nasceu já precisava de roupa para um bebé de seis meses. 

Amy Smit saúde questões sociais
Ver comentários