Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Bolsonaro concede a si mesmo medalha de Mérito Científico

Presidente do Brasil é conhecido por ataques frequentes à comunidade científica e às vacinas contra a Covid-19.
Correio da Manhã 5 de Novembro de 2021 às 03:31
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil FOTO: REUTERS/Ueslei Marcelino/File Photo

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, concedeu a si próprio a Medalha de Ordem Nacional do Mérito Científico. 

São já conhecidas as posições negacionistas da pandemia partilhadas pelo presidente brasileiro, tendo-se mostrado por várias vezes contra o uso de máscaras e contra o distanciamento social como forma de prevenção da Covid-19. É também responsável por ataques frequentes à comunidade científica e à eficácia das vacinas contra a doença, chegando a aconselhar os brasileiros a não se vacinarem porque podia levar ao desenvolvimento de SIDA. 

A notícia da premiação foi avançada esta quinta-feira no Diário Oficial. Tradicionalmente, a medalha é entregue a indivíduos que contribuíram para o desenvolvimento da ciência, inovação e tecnologia no Brasil. 

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado brasileiro, que investigou a gestão da pandemia pelo governo, aprovou recentemente o relatório final em que acusa o presidente Jair Bolsonaro de nove crimes, incluindo crimes contra a Humanidade, disseminação de pandemia, incitamento ao crime, infração repetida das normas sanitárias e disseminação de notícias falsas.

O relatório, que tem ao todo 80 acusados, foi entregue ao procurador-geral da República, Augusto Aras, a quem cabe instaurar os processos na Justiça. Bolsonaro afirmou que o CPI é "uma palhaçada" e repetiu que o destino do relatório será o cesto do lixo de Aras, que é acusado pela oposição de o proteger bem como ao governo.

Além da premiação, Bolsonaro concedeu o título de chanceler ao ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes. Ofereceu ainda um posto no Conselho de Ordem a Paulo Guedes, ministro da Economia, a Carlos França, ministro das Relações Exteriores, e a Milton Ribeiro, ministro da Educação.

No passado, o presidente do Brasil já tinha condecorado a família. Em julho de 2021, concedeu à mulher, Michelle Bolsonaro, a Medalha de Mérito Oswaldo Cruz.

Ver comentários