Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Bolsonaro em isolamento após contacto com ministro da Saúde brasileiro que testou positivo à Covid

Todas as 50 pessoas da comitiva que acompanhou o presidente do Brasil à ONU, em Nova Ioque, cumprirão quarentena de cinco dias.
Pedro Zagacho Gonçalves(pedrogoncalves@cmjornal.pt) 22 de Setembro de 2021 às 21:53
Bolsonaro e comitiva viram a entrada recusada num restaurante por não terem passe sanitário e tiveram de comer na rua
Bolsonaro e comitiva viram a entrada recusada num restaurante por não terem passe sanitário e tiveram de comer na rua FOTO: Reuters

Jair Bolsonaro vai cumprir cinco dias de isolamento após ter estado em contacto com o ministro da Saúde brasileiro, Manuel Queiroga, que testou positivo à Covid-19 quando se preparava para regressar com o presidente, após terem estado na Assembleia Geral da ONU, em Nova Iorque, onde Bolsonaro discursou.

Segundo a CNN Brasil,  as cerca de 50 pessoas que fizeram parte da comitiva presidencial na viagem a Nova Iorque terão todas que cumprir quarentena de cinco dias.

"Como foi comunicado, o ministro foi contaminado pela Covid e permaneceu nos EUA. Em razão dessa informação, a comitiva que acompanhou o presidente da República a essa visita da ONU também foi toda orientada a permanecer seguindo o guia de vigilância epidemiológica, orientados a permanecer em isolamento pelo período previsto", adiantou a Secretaria Especial de Comunicação Social do Brasil em nota enviada às redações.

Segundo adianta a mesma fonte, todos os membros da comitiva que viajou com bolsonaro estão assintomáticos, após o período de isolamento, farão um teste de PCR, para confirmar se estão ou não infetados com o novo coronavírus, sendo monitorizados durante 14 dias.

Ver comentários