Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Bolsonaro mente quatro vezes por dia, revela ONG internacional

Presidente brasileiro fez 1682 declarações falsas ou enganadoras durante o ano de 2020, acusa Artigo 19.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 1 de Agosto de 2021 às 09:48
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro FOTO: Adriano Machado / Reuters
O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, mentiu, de viva voz ou nas suas redes sociais, pelo menos 1682 vezes em 2020 - uma média de 4,5 vezes por dia - e as suas declarações falsas ou enganosas contribuíram decisivamente para o aumento de mortes pela Covid-19 no Brasil. A constatação é da organização internacional Artigo 19, que luta pela liberdade de expressão e acesso à informação no Mundo.

No ‘Relatório Global de Expressão 2021’, divulgado esta semana e com dados de 2020 sobre 161 países, a Artigo 19, sediada em Londres e com delegações em nove países, afirma que as mentiras de Bolsonaro levaram muitos brasileiros a desconfiar das instituições e a acreditar em situações falsas ou enganadoras. No caso da pandemia, o documento é claro quando diz que o negacionismo de Bolsonaro, o seu sistemático boicote às vacinas e às medidas de proteção recomendadas mundialmente levaram muitos brasileiros a não adotarem essas cautelas e o resultado foi o aumento das mortes no país, que já ultrapassou os 550 mil óbitos desde o início da pandemia.

Nos primeiros dois anos de mandato, 2019 e 2020, diz ainda a Artigo 19, Bolsonaro proferiu pelo menos 2187 mentiras, nomeadamente denunciando fraudes eleitorais nunca comprovadas. Devido a essas denúncias, o Tribunal Superior Eleitoral do Brasil acaba de criar um núcleo de especialistas para responder em tempo real às notícias falsas propagadas pelo presidente.
Brasil Jair Bolsonaro Artigo 19 ONG Covid-19 Mundo questões sociais política organizações internacionais
Ver comentários