Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Bolsonaro reafirma que vacina e certificado de vacinação não serão obrigatórios

"A liberdade deve estar acima de tudo", reiterou o presidente brasileiro.
Lusa 22 de Outubro de 2021 às 07:35
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil FOTO: REUTERS/Ueslei Marcelino/File Photo
O Presidente do Brasil reafirmou que a vacina contra a Covid-19 não será obrigatória, nem o certificado de vacinação, já adotado por alguns estados e municípios do país.

"No que depender do Governo Federal, a vacina não será obrigatória e não teremos passaporte sanitário. A liberdade deve estar acima de tudo", reiterou, na quinta-feira, Jair Bolsonaro, na habitual transmissão semanal em direto nas redes sociais.

As declarações de Bolsonaro surgem um dia após o chefe de Estado ter sido acusado de nove crimes durante a gestão da pandemia por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que ao longo de seis meses investigou alegadas falhas e omissões do executivo na condução da crise sanitária.

Jair Bolsonaro Covid-19 política pandemia vacinação Brasil
Ver comentários