Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Bolsonaro sobre eleições de 2022: “Estarei preso, morto ou serei vitorioso”

Presidente brasileiro proferiu declarações explosivas, repetindo que não reconhecerá uma eventual derrota nas urnas.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 30 de Agosto de 2021 às 09:20
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro FOTO: Adriano Machado / Reuters
O presidente brasileiro Jair Bolsonaro, que tem repetido que não reconhecerá uma eventual derrota nas presidenciais de 2022, cujas sondagens são lideradas pelo ex-presidente Lula da Silva, vaticinou que só não será vitorioso se estiver preso ou morto. E avançou uma previsão: "Tenho três alternativas para o meu futuro: estar preso, ser morto ou a vitória. A primeira hipótese, preso, não existe, nenhum homem neste Mundo me amedronta. Morto, depende de Deus. Ou a vitória, ao lado de vocês", afirmou.

As explosivas palavras de Bolsonaro foram proferidas num encontro com líderes evangélicos em Goiânia, onde os incitou a exortarem os fiéis a engrossarem as manifestações contra o Supremo Tribunal e o Congresso no próximo dia 7 de setembro, aniversário da Independência do Brasil, em que pretende levar um milhão de seguidores para as ruas de Brasília. Essas manifestações estão a provocar enorme receio por o presidente estar a convocar também polícias e militares, o que é proibido, e existirem rumores de que os seus apoiantes poderão tentar ocupar o Congresso e o Supremo, o que poderá gerar confrontos armados.
Bolsonaro diz que não pretende uma rutura institucional, mas garante que o limite dele já foi atingido e que não tem medo de ser preso. "Tenho a consciência de que estou a fazer a coisa certa. Não devo nada a ninguém e ninguém deve nada a mim também", afirmou o chefe de Estado.
Ver comentários