Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

'Botellón', festas, e gritos de "liberdade": Espanhóis invadiram as ruas após fim do estado de emergência

Milhares de pessoas em Barcelona, mais de 450 intervenções policiais em Madrid e 16 detidos em Palma. Espanha voltou à rua sem regras de segurança.
Correio da Manhã 9 de Maio de 2021 às 17:31
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Muitas pessoas não utilizaram máscara durante os festejos
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Jovens festejaram durante a noite deste sábado
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Muitas pessoas não utilizaram máscara durante os festejos
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Jovens festejaram durante a noite deste sábado
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Muitas pessoas não utilizaram máscara durante os festejos
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Jovens festejaram durante a noite deste sábado
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Espanhóis dançam e gritam 'liberdade' nas ruas após fim de recolher obrigatório devido à Covid-19
Os espanhóis voltaram às ruas esta madrugada, após o fim do estado de emergência e do recolher obrigatório, sem regras e com milhares de pessoas reunidas. Os 'botellons' voltaram, as festas e muitos foram os gritos de "liberdade" num evento que mais parecia uma véspera de Ano Novo pré-pandemia.  

Apesar do levantamento das medidas restritivas, Espanha ainda conta com dados preocupantes. A incidência começou a cair mais ainda é uma tendência decrescente muito precoce. 

A milhares de pessoas em Barcelona, as mais de 450 intervenções policiais em Madrid para controlar os aglomerados e 16 detidos em Palma podem muito bem resultar num retrocesso para o país vizinho no que à Covid-19 diz respeito. 

O fim das restrições na capital espanhola teve como palco emblemática praça Puerta del Sol que costuma ser um dos principais cenários de passagem de ano. Esta madrugada em vez de passas houve latas de cerveja, centenas de pessoas reunidas em festejos, mesmo que Madrid ainda conte com uma incidência acumulada de 317 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, representando um alto risco de contágio. 

Ainda assim, os espanhóis deixaram para trás o medo e festejaram ao longo da madrugada.
Botellón Ano Novo Madrid questões sociais
Ver comentários