Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Centenas de menores chegam a Ceuta

Mais de 5600 dos oito mil ilegais chegados desde segunda-feira já foram expulsos.
Francisco J. Gonçalves 20 de Maio de 2021 às 09:35
Centenas de menores chegaram a Ceuta a nado e desacompanhados
Juanfran com o bebé que salvou
Centenas de menores chegaram a Ceuta a nado e desacompanhados
Juanfran com o bebé que salvou
Centenas de menores chegaram a Ceuta a nado e desacompanhados
Juanfran com o bebé que salvou
Após a vaga de cerca de oito mil migrantes que invadiram Ceuta desde segunda-feira, Espanha tem para resolver a situação de cerca de 1500 menores, boa parte dos quais chegaram desacompanhados àquele enclave espanhol em Marrocos. Há nesse grupo algumas crianças de somente sete anos.

As autoridades espanholas estão a devolver o mais depressa possível a Marrocos os migrantes que entraram ilegalmente em Ceuta, muitos deles a nado acompanhados dos filhos, entre os quais alguns bebés (ver caixa). Mas os menores desacompanhados estão albergados num armazém e ficam sob tutela das autoridades de Ceuta, não podendo ser repatriados. Os que aparentem idade mais jovem terão de ser submetidos a testes médicos para determinar a sua idade e só no caso de serem realmente menores é que permanecem. Se forem maiores, serão reenviados para Marrocos como os mais de 5600 adultos que já foram expulsos.


Apesar dos esforços das autoridades, que reforçaram a presença de efetivos armados nas praias, uma nova vaga de migrantes chegou esta quarta-feira a nado ao território espanhol, enquanto outros tentavam escalar a vedação que separa Marrocos de Ceuta. “Não perco a esperança”, afirmou à Reuters o marroquino Souhail Abbadi, de cerca de 20 anos, dizendo que tentará repetidamente até conseguir.

PORMENORES
Governo pede ajuda
O governo espanhol pediu ajuda às regiões espanholas para receberem alguns dos menores que sobrelotam os armazéns de Ceuta onde foram acolhidos e assistidos pela Cruz Vermelha. Contudo, regiões como a Andaluzia e as Ilhas Canárias estão igualmente sobrelotadas.

Vox acusa Marrocos
O líder do partido de extrema-direita Vox, Santiago Abascal, visitou Ceuta e acusou Marrocos de usar menores como “armas de arremesso”, defendendo a construção de “um muro intransponível” na fronteira.

Líder da Frente Polisário acusado
A Justiça espanhola notificou o líder da Frente Polisário, Brahim Ghali, no país para tratamento médico, a comparecer em tribunal a 1 de junho. É acusado de terrorismo e genocídio. A crise em Ceuta terá sido uma retaliação de Marrocos pelo seu acolhimento em Espanha.

Polícia salvou bebé em situação limite
O guardia civil da unidade de mergulhadores que retirou da água um bebé de poucos meses na vaga de refugiados de Ceuta não sabia “se estava vivo ou morto”. Juanfran, de 41 anos, diz que o bebé estava “rígido e branco, sem movimento”. Antigo mergulhador da Armada espanhola, considera que nada no treino o preparou para uma situação em que tem de escolher, entre “tanta gente na água, quem precisa mais urgentemente de ajuda”.
Ver comentários