Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Comentadores portugueses deixam Teledifusão de Macau após "censura" a debate sobre Tiananmen

Jurista fazia parte há dez anos do painel de comentadores da estação.
Lusa 16 de Junho de 2021 às 21:15
Teledifusão de Macau
Teledifusão de Macau FOTO: Direitos Reservados
Dois comentadores do programa de debate em língua portuguesa "Contraponto", da Teledifusão de Macau (TDM), deixaram a emissão em protesto contra a "censura" a comentários à proibição da vigília de Tiananmen, disse hoje à Lusa o advogado Frederico Rato.

"Deixei o programa porque fui censurado na opinião que expendi relativamente à proibição da vigília para assinalar os acontecimentos na praça de Tiananmen, por parte da PSP de Macau", contou o jurista à Lusa, confirmando uma informação já avançada na terça-feira pelo jornal Expresso.

O jurista, que fazia parte há dez anos do painel de comentadores da estação, disse que comunicou a decisão de abandonar o programa à direção de programas da TDM, em 08 de junho, tal como o outro comentador, o jornalista Emanuel Graça, que não quis fazer declarações à Lusa.

Ver comentários