Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Comissão denuncia Jair Bolsonaro ao Tribunal Penal Internacional

Senadores vão entregar pessoalmente no Tribunal de Haia o relatório que acusa o presidente brasileiro de crimes contra a Humanidade na gestão da pandemia de Covid-19.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 22 de Outubro de 2021 às 08:25
Comissão de Investigação do Senado acusou Bolsonaro de crimes contra a Humanidade e outros oito delitos
Comissão de Investigação do Senado acusou Bolsonaro de crimes contra a Humanidade e outros oito delitos FOTO: UESLEI MARCELINO/Reuters
Membros da CPI da Covid, a Comissão do Senado brasileiro que investigou os erros, crimes e omissões do governo no combate à pandemia do novo coronavírus, anunciaram que vão a Haia, nos Países Baixos, entregar pessoalmente ao Tribunal Penal Internacional (TPI) o relatório que acusa o presidente Brasileiro de crimes contra a Humanidade.

O senador Randolfe Rodrigues, vice-presidente da CPI, avançou que membros da Comissão já entraram em contacto com o Tribunal de Haia para serem recebidos, entregarem o relatório em mãos e explicarem as dimensões da tragédia provocada no Brasil pelo negacionismo de Jair Bolsonaro. Os senadores querem ter a certeza de que os magistrados do TPI entendem a gravidade dos crimes imputados a Bolsonaro pelo relatório do Senado.

“Vocês acham que um trabalho da dimensão do que foi feito por esta Comissão Parlamentar de Inquérito poderia acabar assim? Não, ainda teremos as consequências do relatório. Não pode tanto trabalho feito ser desperdiçado. A memória dos mais de 600 mil brasileiros que morreram exige providências”, afirmou Rodrigues, explicando que as denúncias contra os visados no relatório não ficarão por aqui e que, em vez de simplesmente encaminhar o relatório ao procurador-geral da República, como a lei obriga, a CPI denunciará os outros quase 70 acusados às polícias e ao Ministério Público dos respetivos estados, para que as investigações continuem.
Ver comentários