Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Polícia do Reino Unido declara ataque mortal com faca a deputado como "incidente terrorista"

Polícia Metropolitana de Londres afirmou que existe uma "potencial motivação ligada a extremismo islâmico".
Correio da Manhã e Lusa 15 de Outubro de 2021 às 14:07
David Amess
Boris Johnson visitou a igreja onde David Amess foi esfaqueado
David Amess
Boris Johnson visitou a igreja onde David Amess foi esfaqueado
David Amess
Boris Johnson visitou a igreja onde David Amess foi esfaqueado
O deputado conservador britânico, David Amess, esfaqueado esta sexta-feira, morreu, anunciou fonte policial, citada pela Sky News.

O ataque ocorreu no Essex, no sul de Inglaterra, durante um encontro do deputado com eleitores, numa igreja. Um homem terá invadido a sala onde decorria o encontro e esfaqueou várias vezes Amess.

As autoridades confirmaram posteriormente que o autor do ataque já foi detido.

A unidade de contraterrorismo do Reino Unido está a investigar a morte de David Amess, e acabou por declarar a morte como um "incidente terrorista".

A Polícia Metropolitana de Londres afirmou que existe uma "potencial motivação ligada a extremismo islâmico".

A investigação está a ser conduzida pelo Comando Contra o Terrorismo da Met, em colaboração com a Unidade de Operações Especializadas da Região Leste (ERSOU, na sigla em inglês) e com a Polícia de Essex, anunciou aquela força policial, num comunicado divulgado na rede social Twitter.

O coordenador nacional da unidade de contraterrorismo, o comissário Dean Haydon, "declarou formalmente o incidente como terrorismo", indicou a polícia na nota.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, visitou este sábado a igreja onde David Amess foi esfaqueado e colocou flores no local. 

David Amess ataque morte crime lei e justiça crime
Ver comentários