Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

“É preciso um para conhecer outro”: Vladimir Putin responde ao presidente dos EUA

Líder russo reagiu com ironia à acusação de Joe Biden, que lhe chamou “assassino”.
Francisco J. Gonçalves 19 de Março de 2021 às 08:25
Putin reagiu às declarações de Joe Biden
Putin reagiu às declarações de Joe Biden FOTO: ALEXEI DRUZHININ/Sputnik/EPA
A tensão entre EUA e Rússia está em escalada. Um dia depois de o presidente dos EUA, Joe Biden, dizer que Vladimir Putin é “um assassino”, o líder russo respondeu com um provérbio russo cujo significado seria: “É preciso um para conhecer outro”, ou “os iguais reconhecem-se”.

A tensão era já elevada depois de Washington aplicar sanções por causa do envenenamento do opositor russo Alexei Navalny. Essa tensão escalou agora, depois de Biden garantir que a Rússia e Putin “pagarão caro” pela interferência nas presidenciais de 2020. Essa interferência, há muito suspeitada, foi confirmada pela espionagem dos EUA. Um relatório secreto divulgado na quarta-feira acusa Putin de ter “pelo menos autorizado” uma interferência nas presidenciais para favorecer a reeleição de Donald Trump.

“São declarações muito más do presidente dos EUA”, afirmou o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, acusando Biden de “não querer melhorar as relações bilaterais”.


Sobre as acusações mais pessoais, Putin disse ainda, na TV russa: “É usual vermos os nossos próprios traços nos outros e fazermos juízos”.

Além de admitir que Putin é um assassino, Biden disse que, num encontro pessoal que teve há alguns anos com o líder russo, lhe disse “que é uma pessoa sem alma”.

A isto respondeu Putin: “Como ele disse, conhecemo-nos pessoalmente. O que lhe respondo é: muita saúde. E digo-o sem ironia”.
Vladimir Putin EUA tensão Joe Biden política espionagem eleições diplomacia Rússia
Ver comentários