Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Embaixador sueco na Turquia convocado de urgência devido a sátira televisiva sobre Erdogan

Programa semanal satírico "Svenska Nyheter" retratou o Presidente da Turquia, através de várias fotomontagens, em roupa interior e com um véu.
Lusa 5 de Outubro de 2022 às 21:16
Presidente turco Recep Tayyip Erdogan
Presidente turco Recep Tayyip Erdogan FOTO: Reuters
A Turquia convocou com urgência o embaixador da Suécia no país, Staffan Herrström, para protestar contra a emissão de um 'sketch' satírico na televisão pública sueca com críticas ao Presidente turco, Recep Erdogan.

Na segunda-feira, o programa semanal satírico "Svenska Nyheter" (Noticias Suecas) retratou o Presidente da Turquia, através de várias fotomontagens, em roupa interior e com um véu, terminando com uma bandeira curda, numa crítica à política do país.

De acordo com a agência Efe, num comunicado da Presidência turca o episódio é considerado "inaceitável", uma vez que retrata Recep Erdogan com "expressões e imagens odiosas, que ultrapassam todos os limites".

Na nota é ainda referido que a forma como o chefe de Estado turco foi retratado não pode ser justificada com "liberdade de expressão".

A Turquia manifesta, desde o verão, a sua oposição à entrada da Suécia e da Finlândia na NATO, exigindo que ambos os países alterem a sua política externa, que os turcos consideram ser "demasiado tolerante" para com as organizações armadas curdas.

Os turcos pedem não só um compromisso claro contra o Partido dos Trabalhadores do Curdistão, responsável pela guerrilha curda no país, mas também a proibição das milícias curdas sírias do YPG, consideradas legais na Europa.

Ver comentários